Projeto de reciclagem inclusiva ganha destaque na Bienal do Lixo, em SP


Uma iniciativa inclusiva e que paga o quanto realmente vale o material reciclável para os principais responsáveis pela reciclagem no Brasil: os catadores de rua e carroceiros. Essa é a Estação Preço de Fábrica, desenvolvida pela startup Green Mining em conjunto com o Grupo

, e que ganha mais uma parceira para o projeto, a fabricante de papelcartão Ibema. As empresas estão na primeira edição da Bienal do Lixo, que acontece de 26/5 a 5/6 no Parque Villa-Lobos, em São Paulo, para apresentação desta nova fase.

O projeto Estação Preço de Fábrica, que já possui uma unidade em Carapicuíba, SP, tem revolucionado a forma de lidar com a reciclagem ao propor valores que são pagos pelas usinas de reciclagem, para qualquer pessoa que levar os materiais até a estação.

A nova parceria com a Ibema, lançada durante a Bienal do Lixo, será instalada, futuramente, na própria fábrica da empresa, em um programa que conta com a parceria da Prefeitura Embu das Artes e do CONISUD (Consórcio Intermunicipal da região Sudeste). Todos os resíduos de papelão ou papel branco serão reciclados para a produção de papelcartão Ritagli, marca da Ibema que entrega uma embalagem com conteúdo pós-consumo rastreado por meio de tecnologia blockchain.

A Bienal do Lixo é um evento que propõe usar a arte a serviço da transformação positiva da sociedade e do resgate da vida sem desperdícios. Um espaço onde criatividade e informação se unem para explicar a força do nosso impacto e da nossa responsabilidade sobre o destino deste planeta.

38 visualizações0 comentário