Como os processadores de batata podem melhorar a rentabilidade


Descascar batatas nas linhas de processamento de batatas pode ser um pouco como descascar notas de um maço de notas de dólar e depois jogá-las fora. Como a remoção mecanizada da casca também remove a polpa da batata, uma grande quantidade de matéria-prima vendável é descartada. Isso é perda de valor e margem para um negócio e, com o tempo, soma somas de dinheiro que os processadores de alimentos não podem perder.

Reduzir o desperdício de alimentos é um dos objetivos mais importantes desta geração. Processadores, varejistas e consumidores se concentram cada vez mais na origem dos alimentos e esperam que os produtores de alimentos adotem práticas comerciais sustentáveis. Felizmente, grande parte da perda de produto incorrida durante o descascamento da batata é evitável, e isso não apenas aumenta a utilização da preciosa batata, mas também permite que os processadores de alimentos produzam pratos saborosos de alta qualidade.

Outra importante preocupação de sustentabilidade é o uso de energia na produção e as emissões de gases de efeito estufa associadas. Ao aumentar o rendimento de cada peça de matéria-prima que entra no processo de produção, as empresas podem operar por um tempo menor para obter a mesma produção necessária, economizando custos de energia e uso de água.

A boa notícia é que soluções automatizadas estão disponíveis para resolver esses problemas. Soluções ecologicamente corretas e comercialmente inteligentes aprimoram as credenciais verdes dos processadores, ao mesmo tempo em que evitam que o desperdício seja reduzido no resultado final.

8 visualizações0 comentário