TOMRA Recycling possibilita triagem com volume e qualidade para o Ecoparque Pernambuco


A Central de triagem localizada em Igarassu, ao norte de Recife, recebe cerca de 250.000 toneladas de resíduos sólidos urbanos (RSU) por ano, recupera mais de 12.500 toneladas de materiais recicláveis e produz cerca de 50.000 toneladas de combustível derivado de resíduos (CDR). Nessa instalação estão em operação 3 unidades do sistema de seleção TOMRA AUTOSORT® em uma linha de triagem dedicados a recuperação de plásticos, incluindo polietileno de alta densidade (PEAD), polipropileno (PP), tereftalato de polietileno (PET) e plástico filme de polietileno (PEBD), garantindo o processamento em alta velocidade, grande volume e atingindo elevados níveis de pureza das frações finais desejadas.

O material de entrada geral – resíduo bruto como sai das residências - é submetido a diversos processos mecânicos como abertura de sacos, peneiramentos, triagem manual, separação balistica, que separa o material em diferentes fluxos de material, chegando em três unidades AUTOSORT®. Como parte desse processo, os sistemas de seleção ejetam polímeros plásticos por tipo de material e posteriormente o material é selecionado por cores manualmente.

A sofisticada tecnologia de seleção por infravermelho próximo AUTOSORT® da TOMRA, é capaz de identificar e separar com precisão e rapidez diferentes materiais de acordo com propriedade específica, extraindo frações finais de alto valor e alta pureza que geram preços de mercado mais altos. No total, a planta do Ecoparque Pernambuco tem capacidade de processar impressionantes 35 toneladas por hora (tph) de resíduos sólidos urbanos de residências e empresas da região.

8 visualizações0 comentário