top of page

SIG anuncia resultados das ações com os programas so+ma e Recicleiros Cidades em 2023



Os dados do último Diagnóstico de Manejo de Resíduos Sólidos Urbanos do Brasil revelam que o Brasil gera mais de 80 milhões de toneladas de lixo todos os anos e recicla menos de 4%, apenas. Ainda, mais de 70% dos brasileiros não separam o lixo orgânico e reciclável, segundo uma pesquisa de 2023 do Ibope. Porém, graças ao incentivo de empresas como a SIG, especializada em envase e embalagens cartonadas, programas como so+ma vantagens e Recicleiros Cidades têm contribuído positivamente para transformar esse cenário. E os números de 2023 comprovam isso.

A startup so+ma, que implanta o ESG na prática promovendo o engajamento e a mudança de comportamento no Brasil por meio do incentivo à reciclagem e à economia circular, recebeu, somente nas unidades de Curitiba (PR) e Campo Largo (PR), em 2023, mais de 220 mil kg de materiais recicláveis. Os espaços, de apenas 6mts2, foram estruturados para facilitar o acesso da população na entrega dos materiais e conta com os apoios da SIG, Governo do Paraná e prefeituras locais. Durante o último ano foram economizados mais de 683 mil KWH de energia, 16. 000 m³ de água, 659 kg de CO² foram mitigados e mais de duas mil árvores salvas, além de destinar volume reciclável adicional para as cooperativas parceiras. “Os participantes, individualmente, também têm o seu extrato de impacto ambiental e social, o que contribui para materializar a importância da criação desse novo hábito”, adiciona Claudia Pires, fundadora da so+ma. 

“Saber que estamos apoiando projetos tão visionários, apostando na reciclagem e oferecendo vantagens com a troca de resíduos, é o que nos faz acreditar que estamos no caminho da expansão e alinhados aos objetivos da estratégia global de sustentabilidade da companhia, ampliando os índices de reciclagem de embalagens no Brasil e incentivando a mudança no comportamento das pessoas”, comenta Isabela de Marchi, Gerente de Sustentabilidade da SIG na América do Sul.

Já o Programa Recicleiros Cidades, projeto onde a SIG é investidora semente que, desde 2018 implanta políticas públicas de coleta seletiva e reciclagem inclusiva em parceria com municípios, já alcança hoje 14 cidades (Jijoca de Jericoacoara/CE, Naviraí/MS, Cajazeiras/PB, Garça/SP, Guaxupé/MG, Piracaia/SP, Ji-Paraná/RO, Caçador/SC, Caldas Novas/GO, Campo Largo/PR, Serra Talhada/PE, Três Rios/RJ, Maracaju/MS e São José do Rio Pardo/SP) e inova por meio de um conceito de centrais de reciclagem.

“Existe um ponto de convergência muito íntimo entre o setor empresarial, prefeituras, catadores e cidadãos. Para ter resultados, precisamos sair de uma lógica de improviso e lançar uma solução transversal, interdependente e complexa. É preciso haver políticas públicas, capacidade de reciclar, mudar o comportamento do consumidor e amadurecer a relação com o mercado, fazer a reintrodução desses materiais acontecer de maneira estruturada e virtuosa”, comenta Erich Burger, fundador e diretor institucional.

Commentaires


bottom of page