top of page

Indústria do setor de papelão dispõe de laboratório de testes para análise de matéria-prima


Com a versatilidade dos tempos atuais de produtos e serviços, as cartonagens, que produzem diversas embalagens de papelão para inúmeras mercadorias, pensando também nos diversos tipos de transportes, necessita, além de todos os processos alinhados, garantir que a caixa de papelão seja produzida com um grau de qualidade satisfatória.

Nesse sentido, o laboratório de testes da Delta Indústria de Papelão Ondulado é dotado de equipamentos e sistemas que medem a excelência da matéria-prima utilizada. Através de softwares de última geração, são conferidos vários parâmetros como testes de coluna (kgf/cm), gramatura (g/m²), coob (g/m²) e espessura (mm), tudo para garantir que o material final seja resistente aos mais diversos produtos, atendendo as especificidades que demandam os clientes.

De acordo com o diretor geral da Delta, Cícero Mário, o investimento em qualidade gera retorno em valor ao produto e a imagem da empresa. “Atualmente, com mais conexão e, consequentemente, informação, o mercado demanda por empresas que entregam mais que uma caixa de papelão, entregam valor naquele produto. Mais que sobreviver às políticas de cada governo, ou em se destacar em meio a competitividade, uma indústria deve prezar pela qualidade do seu produto”, observa.

O diretor ressalta ainda que o laboratório de testes é de extrema importância, mas que é fundamental considerar também outros fatores. “Nossos equipamentos nos ajudam a selecionar o que enviamos para produção, reciclar o que não é útil, e reportar aos parceiros informações relevantes. Mas tudo isso soma-se à cadeia de produção, que se inicia no pedido do cliente, projeto, aprovação, produção e, principalmente, fidelidade no prazo de entrega”, pondera Cícero.

Σχόλια


bottom of page