top of page

Ambev investe em tecnologia alternativa utilizando o bioplástico para garrafas de refrigerantes

Seguindo o seu compromisso de acabar com a poluição plástica de suas embalagens no Brasil até 2025, a Ambev acaba de firmar um novo acordo com a Avantium, empresa líder em tecnologia química e renovável, para importação do PEF (polietileno furanoato), uma alternativa 100% vegetal e 100% reciclável ao plástico PET, para compor o seu portfólio de garrafas PET.

Ao longo do ano passado, a Ambev e a Avantium trabalharam em conjunto para desenvolver, a partir deste biomaterial, garrafas com multicamadas que também apresentam vantagens funcionais para maximizar o sabor e a efervescência do refrigerante. Por ter barreiras mais eficientes que o PET -- 10x e 16x mais resistentes para conter, respectivamente, o oxigênio e o CO2 -- o PEF retém por mais tempo o gás presente na bebida, garantindo mais frescor e prolongando a qualidade do produto.

Atualmente, a Avantium está construindo a primeira planta comercial do mundo para a produção de FDCA (ácido furandicarboxílico), a partir de açúcares à base de plantas, que dá origem ao bioplástico PEF. A inauguração da fábrica está prevista para o final de 2023, com lançamento comercial do PEF a partir de 2024.

“Em 2020, firmamos o compromisso de eliminar a poluição plástica de nossas embalagens no Brasil até 2025. Para isso, além de reciclar e reduzir o uso de plástico, também estamos investindo em soluções mais sustentáveis. Ficamos impressionados com o desempenho do PEF, em termos e inovação e sustentabilidade, por isso, a parceria com a Avantium é um passo significativo em nossa jornada de impactos positivos”, comenta Karina Turci, Gerente de Sustentabilidade da Ambev.

Comentários


bottom of page