Wheaton fecha acordo com a ZEG e será a primeira indústria de vidro a usar biometano no país


O Brasil ainda possui muita dependência de combustíveis fósseis. De acordo com o Balanço Energético Nacional de 2020, elaborado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), ligada ao Ministério de Minas e Energia (MME), as fontes renováveis correspondem por apenas 45% da matriz energética nacional.

Tendo a sustentabilidade e a inovação em processos como alguns de seus compromissos, a Wheaton, empresa líder nacional e uma das maiores fabricantes de embalagens de vidro para o segmento de perfumaria e cosméticos no mundo, utilizará o biometano como fonte energética, em substituição a parte do gás natural utilizado, investindo em fontes renováveis de energia. Com isso, a companhia será a primeira indústria de vidro a utilizar esse combustível renovável no mundo.

Renato Massara Júnior, Diretor Comercial e de Marketing da Wheaton, explica que a adoção dessa nova fonte energética está em harmonia com o trabalho realizado pela empresa.

A comercialização do biometano para a Wheaton será viabilizada pela ZEG, empresa especializada na produção de energia renovável.

O executivo da ZEG destaca ainda que o “GasBio”, nome do produto renovável que será fornecido, é produzido por meio do reaproveitamento sustentável de resíduos urbanos em um aterro sanitário localizado em Sapopemba, distrito da Zona Leste de São Paulo, Capital.