top of page

Suzano obtém economia de R$ 3 milhões em projeto com impulsionamento da transformação digital


A Suzano alcançou R$ 3 milhões em economia no último ano após a implementação de um projeto de otimização de estufagem de veículos. A iniciativa faz parte da jornada de Transformação Digital da companhia em parceria com a Alura Para Empresas, solução de educação corporativa do ecossistema Alura, voltada para impulsionar o uso da tecnologia em diversas áreas da empresa. Os colaboradores da Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, recebem acompanhamento consultivo e mentorias, além de palestras com especialistas.

A partir do desenvolvimento de competências digitais, com conhecimentos em linguagens de programação, como Python, além de modelagem matemática, o time de logística da Unidade de Negócios de Papéis e Embalagens da Suzano criou um projeto focado em melhoria de estufagem de carga. A iniciativa permite transportar mais materiais em um mesmo veículo, gerando ganhos financeiros e operacionais, além dos benefícios ambientais da iniciativa.

O resultado do projeto é fruto do movimento de transformação digital da Suzano, que teve início em 2019 com uma turma piloto, com foco na formação de novos cientistas de dados. Atualmente, a companhia conta com seis grandes pilares em sua Academia Digital: dados, inovação aberta, agilidade, desenvolvimento, criatividade e estratégia digital. Com a construção de trilhas de estudo de mais de 1.300 cursos para a Academia Digital, a Suzano já capacitou, em parceria com a Alura Para Empresas, mais de 200 pessoas, e prevê formar mil colaboradores e colaboradoras até 2024.

De acordo com o Consultor de Engajamento Digital da Suzano, Nathan Lara, o trabalho iniciou justamente com campanhas de engajamento e consulta às lideranças. “Essa é uma conquista que começou do alto e que foi impactando os times de forma orgânica”, destaca o consultor. “Nós queremos fortalecer cada vez mais essa cultura de aprendizagem em tecnologia, não somente pelo impacto financeiro, mas pela satisfação em ver colaboradores engajados nesse universo, criando soluções inovadoras nas mais diferentes áreas”, complementa.

Adriano Almeida, cofundador e COO da Alura, fomenta esse raciocínio ao ressaltar a jornada enriquecedora de participar de uma ação com propósito. “Todas as movimentações têm um impacto na ponta da operação, por isso desenvolvemos pessoas com um objetivo claro. No final, agregamos cada um, bem como todo o ecossistema”, explica.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page