top of page

Suzano e Fundação Banco do Brasil firmam parceria para impulsionar produção de mel

A cadeia produtiva de mel da região da Amazônia Legal ganhará força com a assinatura de uma parceria inédita formalizada hoje pela Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, e a Fundação Banco do Brasil, braço social do Banco do Brasil. O projeto visa apoiar a agricultura familiar no estado do Tocantins com a destinação de mais de R$ 1,2 milhão a serem investidos em assistência técnica, materiais e na construção de uma unidade de beneficiamento de mel. Cerca de 800 pessoas devem ser beneficiadas com a iniciativa, que envolverá cinco associações e uma cooperativa da região de Angico (TO).

A parceria compreende o aprimoramento das técnicas de produção de mel, o fortalecimento das associações para ampliar a cadeia produtiva e a melhoria da infraestrutura para agregar valor ao produto e viabilizar sua comercialização com acesso a mercado. O projeto atuará nos municípios de Angico, Santa Terezinha do Tocantins, Riachinho, Nazaré e Darcinópolis, onde há famílias em situação de alta vulnerabilidade social. Apoiá-las, portanto, reforça o compromisso da Suzano de, até 2030, ajudar a tirar 200 mil pessoas da linha de pobreza em suas áreas de atuação. Com a iniciativa, estima-se que a renda média de cada família será ampliada de 60% a 70%, passando de R$ 870 para R$ 1.500 ao mês ao final do segundo ano do projeto.

A região escolhida para a implantação do projeto foi o Bico do Papagaio, extremo norte do estado do Tocantins, área da Amazônia Legal de rica biodiversidade na transição entre os biomas cerrado e amazônico. A maioria das comunidades rurais locais são compostas por agricultores familiares e extrativistas que ainda vivem num contexto desafiador comum de baixa diversidade econômica, entre outras situações que lhes impõem riscos de vulnerabilidade.

Nesse sentido, promover a geração de renda e o desenvolvimento sustentável nas comunidades vizinhas às nossas operações faz parte de nossa condução de negócio. Esse projeto de apicultura fortalecerá as associações com a consequência de uma melhoria das condições de vida das famílias, além da conservação ambiental’’, afirma Cristina Gil, Diretora Executiva de Sustentabilidade e Comunicação da Suzano.

A presidente da Fundação Banco do Brasil, Elis Zilli, destaca que essa parceria é uma importante oportunidade para o desenvolvimento econômico das comunidades que serão impactadas pelo projeto.

bottom of page