STADLER celebra acordo com a Orizon Valorização de Resíduos


Com os olhos postos no futuro, a STADLER celebrou recentemente um acordo com a Orizon Valorização de Resíduos para construir a maior planta de triagem mecânica do Brasil. O acordo assume especial relevância e visa garantir o tratamento de 500 mil toneladas de resíduos sólidos ao ano, num país onde o potencial de reciclagem é cada vez maior.

O acordo celebrado significa um avanço tecnológico nas operações do Ecoparque de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco, no Nordeste do Brasil, que vai permitir um maior reaproveitamento dos resíduos passíveis de reciclagem. Em 2020, a instalação recebeu 1,5 milhões de toneladas, equivalente aos resíduos gerados por 3,7 milhões de pessoas.

Esta será a maior planta de triagem mecânica projetada no mercado Brasileiro. A STADLER idealizou e operacionalizou todo o projeto com dois principais objetivos: sofisticar e dar robustez à planta da Orizon para fazer a separação e selecionar o que tem de maior valor num mercado cada vez mais exigente a nível nacional e internacional.

Henrique Filgueiras, Representante Comercial da STADLER no Brasil, explicou que este é um acordo “extremamente importante”. É o estreitamento das relações com um cliente que já conhecemos e conversamos há mais de 7 anos e que tem muito potencial aqui no Brasil. Além disso, também é uma planta de elevada capacidade de processamento de RSU, sendo a de maior capacidade da América Latina, o que mais uma vez reforça o nosso nome como especialistas no desenvolvimento deste tipo de plantas no Brasil e nos dá a oportunidade de fazer mais um bom trabalho e adquirir ainda mais experiência no Brasil, explica o representante da STADLER.