top of page

I.A impulsiona indústria de cosméticos: Pesquisa revela potencial de faturamento de R$ 36,5 bilhões


O Brasil é o quarto maior mercado consumidor de cosméticos em todo o mundo, de acordo com o Panorama Setorial 2023 da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC). No entanto, há um potencial subaproveitado entre os fabricantes do setor. É o que aponta um estudo da startup Cogtive, que desenvolve software para melhoria dos processos produtivos na manufatura, com recursos de inteligência artificial.

Esse potencial desperdiçado se refere ao que o estudo denomina de capacidade oculta. Segundo o levantamento, a indústria de cosméticos no Brasil teria até R$ 36,5 bilhões para aumentar em faturamento anual, se essa capacidade oculta fosse identificada e aproveitada. Como? Com investimentos em tecnologias para acompanhamento e automação dos processos a partir de inteligência artificial, afirma o fundador e CEO da Cogtive, Reginaldo Ribeiro.


SOBRE O SOFTWARE

O software Cogtive combina gestão de operações de manufatura com execução de sistemas de manufatura. Baseado em IoT e inteligência artificial, permite aos gestores da planta fabril acompanharem em tempo real o funcionamento e o desempenho das linhas de produção, com atualização constante de informações e dados.

Dessa forma, eventuais riscos são logo identificados e o gestor dispõe de subsídios para a tomada rápida de decisões. “Decisões rápidas e assertivas, impedindo paradas no processo que impactam na produtividade, evitando perdas, desperdícios, proporcionando aproveitamento pleno da capacidade do processo produtivo propriamente dito”, assinala o CEO da Cogtive.

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page