Gin com guaraná e castanha do pará e whisky MacGyver:

Empreendedores criam bebidas diferenciadas sem terem uma destilaria e conquistam prêmios

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (ABIA), a indústria brasileira de alimentos e bebidas teve um crescimento de 12,8% no faturamento no ano passado em comparação com 2019, atingindo R$789,2 bilhões, contando exportações e vendas para o mercado interno. O resultado representa 10,6% do PIB nacional. No ano de 2019, o setor faturou R$699,9 bilhões. Além disso, este ano, o país já registrou a abertura de aproximadamente 40 mil novos negócios entre os Microempreendedores Individuais (MEI). O setor de bebidas está no topo da lista, registando crescimento superior a 80% na comparação com 2020.

Lançado em maio de 2020, o Lucrando com bebidas já teve mais de 1.500 alunos matriculados de diferentes regiões do país. Além de ensinar todo o passo a passo de forma simples e direta, o curso também já indica o contanto de fornecedores para produzir os rótulos e as garrafas.

A prova de que as bebidas comercializadas pelos alunos do curso estão conseguindo ter destaque no mercado é que alguns empreendedores já conquistaram medalha de ouro na 20ª edição do Concurso Vinhos e Destilados do Brasil 2021, premiação que ocorreu recentemente no país. O objetivo do concurso é enaltecer as marcas nacionais e mostrar como elas estão empenhadas na produção de vinhos e destilados de qualidade.

O detalhe é que os alunos premiados competiram com profissionais com anos de atuação no mercado e os destilados que eles lançaram não completaram ainda nem um ano de lançamento. Além disso, somente 30% das bebidas inscritas são premiadas com medalha.


22 visualizações0 comentário