Fábrica da PepsiCo em Itu economiza 12 milhões de litros de água ao mês


Apesar do início da temporada de chuvas, o Brasil segue enfrentando uma grave crise hídrica, que impactou não só o abastecimento de água das cidades e o aumento dos custos de água e de energia, mas também a geração de energia e as hidrovias em diversas regiões. A questão da gestão de recursos hídricos é um tema cada vez mais latente diante das últimas previsões climáticas, que demonstram que as chuvas da primavera, e até do verão, podem não ser suficientes para normalizar os reservatórios de água e das hidrelétricas do país, de acordo com informações do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

Nesse cenário, a PepsiCo, uma das maiores empresas de alimentos e bebidas do mundo, está engajada em promover de forma urgente uma gestão eficiente da água em toda sua cadeia produtiva. Em sua fábrica de Itu, por exemplo, região do estado de São Paulo impactada pela estiagem este ano, a companhia implementou um dos sistemas mais modernos do mundo para reuso de água: o MBR. O tratamento inovador já vem economizando 60% dos atuais 12 milhões de litros de água consumidos pela fábrica por mês.

Na prática, deixam de ser gastos 12 milhões de litros de água mensais, ou o equivalente a aproximadamente cinco piscinas olímpicas. Esse volume significativo de água ficará à disposição da população de Itu, sendo essencial para o enfrentamento do cenário hídrico da região.

9 visualizações0 comentário