Digitalização da Embalagem


Uma nova forma de comunicação entre a indústria, o varejo e o consumidor através do próprio produto. Essa é a proposta do código 2D, que tem capacidade de armazenamento de dados ampliada, na comparação com o atual modelo utilizado.

A implantação do código bidimensional é um movimento mundial que está em fase piloto e é liderado pela GS1.

No país, há iniciativas de adesão em indústrias como Vapza, Café Pacaembu e Fazenda Bela Vista, além do varejista Supermercado Pinheiro. A implementação está mais avançada em países como Alemanha, Austrália e Bélgica, onde varejistas colocaram a tecnologia em produtos frescos.

Segundo a GS1 Brasil, no período de transição entre o modelo atual e o novo formato, as embalagens deverão conter ambos, para, posteriormente, adotarem apenas a versão 2D.

11 visualizações0 comentário