Como descartar corretamente as embalagens de Natal


Agora que o Natal passou e muitos presentes foram entregues, chegou a hora de lembrar de algo muito importante: as embalagens que vão para o lixo. Esses resíduos, normalmente feitos de papel, plástico, vidro ou metal podem - e devem -- ser reciclados, já que alguns deles podem demorar até 400 anos para se decomporem. O movimento de consumo consciente já estava crescendo, mas ganhou força após a pandemia, como mostra a Pesquisa Vida Saudável e Sustentável 2021, estudo global de percepções do consumidor, do Instituto Akatu e da GlobeScan.

Os dados revelam que 86% dos brasileiros querem diminuir seu impacto individual no meio ambiente e quase 70% acreditam que o Brasil deve demonstrar liderança em metas ambiciosas de combate às mudanças climáticas. Para ajudar a população nessa jornada, em especial com o hábito da reciclagem, a eureciclo, maior certificadora de logística reversa de embalagens do país, desenvolveu o e-book ‘Guia definitivo do descarte correto de resíduos’, que pode ser acessado gratuitamente aqui.

O material explica que um dos motivos que dificulta a destinação adequada dos resíduos é o fato do consumidor não saber a maneira correta de descartá-los, como mostra essa matéria do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec). O e-book explica o que são os resíduos sólidos e como eles se dividem, sendo os materiais de papel, plástico, vidro e metal os mais presentes no nosso dia a dia.

E a boa notícia é que praticamente todos eles podem ser reaproveitados de alguma maneira. Isso quer dizer que além de não acabarem incorretamente na natureza, há um valor econômico importante para os operadores de reciclagem, mais um motivo para promover a reciclagem.

15 visualizações0 comentário