Braskem desenvolve óleo combustível para aumentar a flexibilidade energética


Preocupada com a equalização do balanço energético do projeto Vesta e pautada nas atualizações tecnológicas do Polo Petroquímico do ABC Paulista, a Braskem desenvolveu o Óleo C10+. A solução, produzida entre as equipes da área Industrial e de Desenvolvimento de Combustíveis, tem como objetivo encontrar alternativas para o excedente de energia e reduzir a emissão de dióxido de carbono (CO2) na unidade.

Estudos iniciais apontaram que a implementação do Vesta, um projeto de modernização do sistema elétrico realizado em parceria com o Siemens para melhoria da eficiência energética no Polo do ABC, que contou com investimento de R$ 600 milhões, traria um excedente de 3kt (quilotoneladas) por mês de Unileve (combustível líquido gerado por co-produtos e utilizado para queima nas caldeiras da unidade da Braskem em Santo André), que é composto por diversas correntes com propriedades químicas diferentes, não atendendo à regulamentação de óleos combustíveis e tornando-se um desafio para a companhia.

Com isso, a melhor alternativa seria a segregação do C10+, uma das correntes que compõe 70% do Unileve, e a partir disso foi estruturado um plano para garantir a qualidade e viabilizar estocagem com a adequação de um tanque para receber o novo produto e construção de novas linhas para proporcionar o carregamento seguro de carretas.

12 visualizações0 comentário