Black Friday: como reduzir o impacto do descarte de embalagens em épocas movimentadas do comércio


Os resíduos, normalmente feitos de papel, plástico, vidro ou metal podem - e devem - ser reciclados, já que eles demoram até 400 anos para se decompor.

Atualmente, um movimento mais consciente sobre os hábitos de consumo tem ganhado força, como mostra a pesquisa Vida Saudável e Sustentável 2020, do Instituto Akatu. No estudo, 81% dos consumidores dizem que querem que as marcas informem os seus processos produtivos e 70% desejam que elas reduzam os impactos nas mudanças climáticas. 65% dos entrevistados pedem que as empresas tenham metas para tornar o mundo melhor e a grande maioria espera que as empresas garantam que suas operações não agridem a natureza (79%).

Também há um outro dado interessante: 81% estão interessados em reciclar seus resíduos. Para aproveitar o engajamento da população com o hábito da reciclagem, a eureciclo, maior certificadora de logística reversa de embalagens do país, desenvolveu o e-book ‘Guia definitivo do descarte correto de resíduos’, que pode ser acessado gratuitamente aqui . O e-book explica o que são os resíduos sólidos e como eles se dividem, sendo os materiais de papel, plástico, vidro e metal os mais presentes no nosso dia a dia. E a boa notícia é que praticamente todos eles podem ser reaproveitados de alguma maneira. Isso quer dizer que além de não acabarem incorretamente na natureza, há um valor econômico importante para os operadores de reciclagem, mais um motivo para promover a reciclagem.



17 visualizações0 comentário