A STADLER projeta e instala uma unidade de classificação de embalagens leves em Eitting


O provedor de serviços ambientais PreZero é impulsionado pelo objetivo final de reduzir o consumo de recursos naturais em um mundo onde eles não são mais desperdiçados em ciclos fechados – visando material 100% reutilizável. Como parte dessa estratégia, contratou a STADLER, empresa alemã globalmente ativa especializada no planejamento, produção e montagem de plantas de reciclagem e triagem chave na mão, para projetar e instalar uma nova unidade de triagem de embalagens leves de última geração em Eitting.

A nova instalação é a mais avançada unidade de triagem de embalagens leves da Europa, capaz de separar as frações de embalagens por cor e, muito importante, até mesmo filtrar plásticos pretos. Isso resulta em uma fração de saída de altíssima qualidade que pode ser reciclada em novos produtos. Com uma produção anual de aproximadamente 120.000 toneladas, é também a maior planta de triagem de embalagens leves da Europa.

A planta de triagem recebe embalagens leves compostas de folha de alumínio, sucata ferrosa e não ferrosa, alumínio, compostos com teor de alumínio, filme plástico PE, redes e espuma, plásticos PP e PS, EPS, garrafas PET, outros PET, PVC e embalagens de plástico, caixas TetraPak, papel e papelão. O processo, que inclui preparação avançada de finos e classificação automatizada de cores de filme, resulta em 18 frações de saída diferentes separadas por material e cor.

O projeto exigiu o pensamento inovador que é a marca registrada das equipes de projeto da STADLER: “Este foi o maior projeto até agora para nós, com 272 esteiras transportadoras instaladas preenchendo o pavilhão em cinco níveis e suportadas por mais de 1.000 toneladas de aço”, explica Wolfgang Köser, um dos Gerentes do Projeto. “Para alcançar a classificação de alta qualidade que a PreZero estava procurando, usamos tecnologia de ponta em nosso projeto”, acrescenta Benny Kalmbach, o outro Gerente do Projeto. “O equipamento avançado incluiu 38 classificadores óticos NIR (Infravermelho), nossos separadores balísticos e classificação secundária assistida por robôs.”

97 visualizações0 comentário