A Eastman está transformando a reciclagem molecular em realidade


A Eastman é uma empresa global de especialidades químicas responsável por produzir uma ampla gama de materiais avançados e aditivos. Focada na entrega de soluções inovadoras e tecnológicas, mantendo o seu comprometimento com a segurança e com a sustentabilidade em aproximadamente 100 países ao redor do mundo.

Em janeiro deste ano, o CEO da Eastman, Mark Costa, em conjunto com o Presidente da França, Emmanuel Macron, anunciou planos de investir até 1 bilhão de dólares em uma planta de reciclagem molecular no país. A fábrica deve reciclar anualmente até 160 mil toneladas métricas de resíduos plásticos de difícil reciclagem, proporcionando uma capacidade adicional à planta de reciclagem molecular que está em construção em Kingsport, Tennessee, nos Estados Unidos.

O Eastman Cristal Renew e o Cristal One Renew são produzidos com as tecnologias de reciclagem molecular da Eastman e permitem a produção de embalagens sustentáveis com qualidades como: alta transparência, paredes espessas e alto brilho. Além disso, o Cristal Renew oferece altos níveis de conteúdo reciclado certificado sem comprometer o desempenho ou a estética da embalagem, enquanto o Cristal One Renew oferece conteúdo reciclado e de fácil reciclagem.

Recentemente, a Incom, empresa brasileira especializada em desenvolvimento de embalagens plásticas de cosméticos, apresentou durante a FCE Cosmetique 2021 a linha de embalagens sustentáveis feitas com o copoliéster Cristal Renew e Eastman Cristal One Renew, que serão utilizados em diversas aplicações como estojos compactos, cuidados com a pele e maquiagens.

“Estamos animados com o fato de estarmos trabalhando com estas tecnologias inovadoras e permitindo que uma quantidade importante de resíduos seja tirada do meio ambiente”, comenta Rogério Dias, Gerente de Vendas de Specialty Plastics da Eastman para a América Latina. “Transformamos a reciclagem molecular em uma realidade no mundo e mantemos o nosso compromisso com a sustentabilidade e com a economia circular”.

14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo